quarta-feira, 18 de março de 2009

modelo para um projeto de pesquisa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
ESCOLA DE MÚSICA E ARTES CÊNICAS






SEU NOME DEVE VIR AQUI















O TÍTULO DO SEU PROJETO DEVE VIR AQUI:
O SUB-TÍTULO (SE HOUVER) VEM AQUI

















Cidade
ano
REPITA SEU NOME AQUI













O TÍTULO DO SEU PROJETO DEVE VIR AQUI:
O SUB-TÍTULO (SE HOUVER) VEM AQUI






Projeto de pesquisa apresentado ao Curso… da Escola de Música e Artes Cênicas da… Universidade… como requisito parcial para aprovação ....
Orientador: Prof…
















Cidade
ano
1. INTRODUÇÃO

Contextualização do Tema. (Obrigatório) Parágrafo ou parágrafos explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo ou parágrafos explicando do que se trata. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo ou parágrafos explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo ou parágrafos explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo ou parágrafos explicando do que se trata. Parágrafo ou parágrafos explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo ou parágrafos explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo ou parágrafos explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa. Parágrafo explicando do que se trata a sua pesquisa.
Motivação: o que te levou a se interessar por este tema; aproximação subjetiva do autor. (Opcional). Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação. Parágrafo ou parágrafos explicando a sua motivação.
Problematização. (Obrigatório): Parágrafo explicando qual é o problema, ou seja, quais são as suas questões de pesquisa. Essas podem ser apresentadas na forma interrogativa ou não. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema. Parágrafo explicando qual o problema.
Objetivo Geral (Obrigatório): frase que expõe o que vai ser investigado e que indica onde se pretende chegar com a pesquisa, ou seja, a meta central que se pretende a alcançar. (o objetivo está diretamente relacionado com a problematização; não pode haver questões de pesquisa não contempladas no objetivo geral e nos específicos). No objetivo geral deve vir delimitado, sinteticamente, o universo da pesquisa (onde: cidade, bairro, instituição etc.; quando: época, caso se trate de pesquisa histórica; período de investigação etc.; quem: faixa etária, grupo social ou étnico, sexo etc.; abrangência: uma peça, um conjunto de peças, toda a obra de um compositor; um ou mais compositores ou intérpretes; um gênero ou estilo específico etc.).
Revisão de Literatura (Obrigatório): parágrafos que apresentam os conhecimentos existentes (Estado da Arte) sobre o objeto da pesquisa. Compreende: consulta bibliográfica preliminar (revisão bibliográfica), marco teórico (teoria de base) e a definição de conceitos. A consulta bibliográfica preliminar serve para dar ao pesquisador a certeza da existência de material disponível e acessível que permitirão atingir os objetivos específicos estabelecidos. Possibilita uma visão geral e atual da temática a ser trabalhada. A consulta bibliográfica também permite ao aluno situar o seu trabalho de pesquisa em um marco teórico, fundamental para a manutenção do raciocínio lógico e coerente ao longo de todo o trabalho de pesquisa. Além disso, permite a localização dos pesquisadores e grupos que trabalham com o tema, e a situação da pesquisa no campo teórico dos estudos em questão.
Justificativa 1: (Obrigatória). Diretamente ligada ao estado da arte, ou seja: frente à situação atual das investigações sobre o objeto proposto (muita produção, média produção, pouca produção), apresentar a justificativa inicial da sua pesquisa. Se for o caso de escassez de pesquisas a sua investigação naturalmente se justifica por estar gerando conhecimento sobre um assunto pouco explorado; se for o caso de existir muita pesquisa sobre o assunto, a sua pesquisa ainda pode ser relevante se você detectou dentro desse universo de estudos algum ponto ainda obscuro, ou se as pesquisas existentes não são direcionadas para o contexto privilegiado por você.
Justificativa 2 (Obrigatória): destacar a relevância social, cultural ou científica da pesquisa (para a área, para a instituição, para a região).



























2. OBJETIVOS: [1]


2.1. OBJETIVO GERAL:
Uma frase que expõe o que vai ser investigado e que indica onde se pretende chegar com a pesquisa, ou seja, a meta central que se pretende a alcançar.

2.2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: expresso em tópicos.

- Frase curta apresentando uma das metas específicas que você pretende atingir à medida que busca seu objetivo geral. Ex: Investigar a relação existente entre...
- Frase curta apresentando uma das metas específicas que você pretende atingir à medida que busca seu objetivo geral. Ex: Investigar a relação existente entre...
- Frase curta apresentando uma das metas específicas que você pretende atingir à medida que busca seu objetivo geral. Ex: investigar a relação existente entre...
- Frase curta apresentando uma das metas específicas que você pretende atingir à medida que busca seu objetivo principal. Ex: Investigar a relação existente entre...


3. METODOLOGIA E ESTRATÉGIA DE AÇÃO


Diga qual o paradigma que você vai usar: quantitativo; qualitativo; qualitativo usando recursos do quantitativo. Justifique o porquê da escolha deste caminho para pesquisar o problema levantado e se possível diga o método que embasará o seu processo. OBS: o paradigma está diretamente ligado ao instrumental escolhido para o levantamento de dados, bem como ao tratamento (análise e interpretação) dos dados que se realizará.

3.1. REVISÃO DA LITERATURA (ou Levantamento Bibliográfico): A revisão de literatura refere- se à fundamentação teórica que você irá adotar para tratar o tema e o problema de pesquisa. Por meio da análise da literatura publicada você irá traçar um quadro teórico e fará a estruturação conceitual que dará sustentação ao desenvolvimento da pesquisa. A revisão de literatura resultará do processo de levantamento e análise do que já foi publicado sobre o tema e o problema de pesquisa escolhidos. Permitirá um mapeamento de quem já escreveu e o que já foi escrito sobre o tema e/ou problema da pesquisa.

3.2. LEVANTAMENTO DE DADOS: corresponde às fontes a serem utilizadas no desenvolvimento da pesquisa, para reforçar, comparar, demonstrar e apresentar as contribuições que até o momento foram divulgadas sobre o tema.

OBS: de acordo com seu objeto de pesquisa, escolher, dentre as opções apresentadas a seguir, os procedimentos que se adéquam a sua pesquisa.


3.2.1. Pesquisa Documental:


a) Fontes Primárias (documentos originais): qualquer fonte cuja origem remonta, geralmente, à época que se está pesquisando, freqüentemente produzida pelas próprias pessoas ou instituições estudadas. Além de textos (manuscritos de qualquer natureza, partituras, jornais, revistas, cartas, discursos, apontamentos de palestras e conferências etc.), inclui também imagens, sons, sinais, vídeos, estatísticas, arquivos públicos ou particulares periódicos. Trata-se, em princípio, de materiais que não receberam ainda um tratamento analítico, ou ainda podem ser reelaborados de acordo com os objetivos da pesquisa.
b) Fontes Secundárias (pesquisa bibliográfica): compõe-se de elementos derivados das obras originais; refere-se a trabalhos escritos com o objetivo de analisar e interpretar fontes primárias (livros, dissertações, teses, artigos etc.)

3.2.2. Pesquisa de Campo: consiste na observação (passiva ou participante), direta e ao vivo, de coisas, comportamento de pessoas, circunstância em que ocorrem certos fatos; por esse motivo a natureza das fontes determina a maneira de obter os dados. Caráter da pesquisa de campo: pode ser exploratória, descritiva, interpretativa, reflexivo-crítico, explicativa ou de avaliação. As técnicas usualmente utilizadas no trabalho de campo para a coleta de material são: a entrevista (estruturada, semi-estruturada, livre narrativa), questionários, a gravação, a filmagem, a fotografia, etc.; de acordo com o tipo de trabalho, pode-se utilizar uma destas técnicas ou variadas ao mesmo tempo.


3.2.3. Pesquisa Experimental: se dá por tentativa e erro, e é realizada em qualquer ambiente. São investigações de pesquisa empírica que têm como principal finalidade testar hipóteses que dizem respeito a relações de causa e efeito. Envolvem: grupos de controle, seleção aleatória e manipulação de variáveis independentes. Empregam rigorosas técnicas de amostragem para aumentar a possibilidade de generalização das descobertas realizadas com a experiência. Tipos: a pesquisa experimental pode ser realizada no laboratório e no campo.




3.3. ORGANIZAÇÃO E CRUZAMENTO DE DADOS: organização dos resultados obtidos nas etapas anteriores.

3.4. ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS: nesta etapa está sua maior contribuição. Explique como você trabalhará com os dados que coletou e organizou a fim de atingir seu objetivo principal. (ex. como fará sua análise, comparação, reflexão, etc.)

3.4. FORMA DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS: explique como serão apresentados os resultados da pesquisa que você estase propondo a realizar (ex. um artigo publicável; uma dissertação, uma série de palestras, etc.).





4. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO
ATIVIDADE
Início
Término
Revisão da Literatura
Descreva a etapa resumidamente
Jan/Ano
Mar/Ano
Pesquisa Documental
e/ou
Pesquisa de Campo
e/ou
Pesquisa Experimental

Descreva a etapa resumidamente

Abr/Ano
Mai/Ano
Organização de Dados
Descreva a etapa resumidamente
Jun/Ano
Jul/Ano
Análise e Interpretação dos Dados
Descreva a etapa resumidamente
Ago/Ano
Out/Ano
Apresentação dos Resultados
Descreva a etapa resumidamente
Nov/Ano
Dez/Ano




6. REFERÊNCIAS: (SOMENTE O QUE FOI CITADO NO TEXTO)

COHEN, Louis; MANION, Laurence. Research methods in education. 4. ed. London: Routledge, 1994.
COLWELL, Richard (Ed.). Handbook of Research on Music Teaching and Learning. New York: Schirmer Books, 1992. p. 266-280.
CUNHA, Estércio Marquez. Movimento para contrabaixo e orquestra. Partitura. Goiânia: Finale (ed. Sonia Ray, 2003), 2000.
DELALANDE, François. A criança do sonoro ao musical. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MUSICAL, 8, 1999, Curitiba. Anais... Salvador: ABEM, 2000. p.48-51.
EVORA, Cesaria. Café Atlantico. CD 74321678022. BMG Brasil, 1999.
LOANE, Brian. Thinking about children’s compositions. British Journal of Music Education, Cambridge, v. 1, n. 3, p. 205-231, 1984.
MOZART, Wolfgang Amadeus. Don Giovanni. Libretto por Lorenzo da Ponte com versão em inglês de W. H. Auden e Chester Kallman. New York: G. Schimer, 1961.
NORMAN, Jesse. Entrevista de José da Silva em 20 de novembro de 1998. Chicago. Gravação em cassete. Chicago Symphony Hall.
ONOFRE, Cíntia C. de. Música por computador: novas possibilidades de criação e profissionalização. Disponível em <http://www.iar.unicamp.br/disciplinas/am625_2003/ Cintia_artigo.html>. Acesso em 14/08/2004.
PERLMAN, Itzak. Itzak Perlman: in My Case Music. Produzido e dirigido por Tony DeNonno. Videocassete, 10 min. New York: DeNonno Pix, 1985]
VILLANI-CÔRTES, Edmundo. Casulo. Para violoncelo, piano e soprano. Partitura. São Paulo: manuscrito, 1992.




PARA FORMATAÇÃO DAS REFERÊNCIAS E DO TRABALHO EM GERAL VEJA
MANUAL DA UFG (disponível no Xerox da EMAC)
§ NORMAS DA Hodie (www.musicahodie.mus.br)
Serviço Público Federal - Ministério da Educação e do Desporto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
Escola de Música e Artes Cênicas

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO
Você está sendo convidado(a) para participar, como voluntário, em uma pesquisa. Após ser esclarecido(a) sobre as informações a seguir, no caso de aceitar fazer parte do estudo, assine ao final deste documento, que está em duas vias. Uma delas é sua e a outra é do pesquisador responsável. Em caso de recusa você não será penalizado(a) de forma alguma. Em caso de dúvida você pode procurar o Comitê de Ética em Pesquisa da UFG pelos telefones 3521-1075 ou 3521-1076.

INFORMAÇÕES SOBRE A PESQUISA:
Título do Projeto: PERFOMANCE MUSICAL: revendo a técnica através de uma abordagem metodológica
Pesquisador Responsável: Profa Dra Sonia Marta Rodrigues Raymundo
Contato: 62-3521.1125 (EMAC - Sala 205) ou soniaraybrasil@gmail.com
Sub-Projeto: O Repertório de Música de Câmera Brasileira Contemporânea para Voz sem Piano
Mestranda: Malu Mestrinho
Contato: 62-3521.1125 (EMAC - Sala 205) ou malumestre@gmail.com

A Pesquisa visa principalmente, observar os processos de preparação, execução e avaliação da Performance Musical. Para tal, os sujeitos serão observados por pesquisadores do Grupo de Estudos em Performance Musical – EMAC/UFG através de gravações em áudio e vídeo e consultas via correio e e-mail. O sub-projeto O Repertório de Música de Câmera Brasileira Contemporânea para Voz sem Piano da mestranda Malu Mestrinho pretende elaborar sugestões de referenciais para a interpretação de obras camerísticas brasileiras para canto sem piano, as quais visam servir como referência para o cantor que não tem experiência com a referida formação. A coleta de dados do sub-projeto está prevista para terminar em março de 2006, e você tem o direito de retirar sua participação em qualquer momento, porém, isto não é desejável e certamente prejudicará a pesquisa. Portanto, pedimos que você avalie sua disponibilidade antes de aceitar este convite.
Pesquisadora responsável: Profa Dra Sonia Marta Rodrigues Raymundo ___________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

CONSENTIMENTO DA PARTICIPAÇÃO DA PESSOA COMO SUJEITO
Eu, ________________________________________________________________________________, RG/ CPF/_____________________________ abaixo assinado, concordo em participar da consulta sobre repertório de música de câmara brasileira como sujeito. Fui devidamente informado e esclarecido pelo pesquisador Malu Mestrinho sobre a pesquisa, os procedimentos nela envolvidos, assim como os possíveis riscos e benefícios decorrentes de minha participação. Foi-me garantido que posso retirar meu consentimento a qualquer momento, sem que isto leve à qualquer penalidade ou interrupção de meu acompanhamento/ assistência/tratamento.

Local: ___________________ Data ____/______/______.
Nome e Assinatura do sujeito ou responsável: _____________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Presenciamos a solicitação de consentimento, esclarecimentos sobre a pesquisa e aceite do sujeito em participar. Testemunhas (não ligadas à equipe de pesquisadores):

Nome: ___________________________________ Assinatura: __________________________________
Nome: ___________________________________ Assinatura: _________________________________

Observações complementares (por exemplo, autorização para divulgação do seu nome no trabalho).
[1] Os objetivos são as metas que o pesquisador pretende constatar, verificar, analisar. Os objetivos pretendem sempre examinar o objeto dentro de determinados parâmetros. Os objetivos podem ser de duas ordens: geral e específicos. Objetivo geral: busca definir uma meta para todo o trabalho. Está ligado à formulação do problema e à proposição das hipóteses. Objetivos específicos: estão ligados diretamente ao conteúdo, à estrutura, ao atendimento de questões mais particulares da pesquisa. Desenvolver, verificar, analisar, investigar, descrever, comparar, identificar, são alguns verbos utilizados na elaboração dos objetivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário